topo_2017_portugues.jpg

FOLDER
PATROCÍNIO

clique abaixo
expor_2017.jpg

FICHA DE
INSCRIÇÃO

clique abaixo
ficha_de_inscricao_2017.jpg

VISITAR À
EXPOSIÇÃO

clique abaixo
convite_exposicao_2017.jpg


Programa Preliminar

(sujeito a alterações)

 

28 de Novembro de 2017

Terça-Feira

 

08:00 - REGISTRO E ENTREGA DE MATERIAL

 

08:30 - BOAS-VINDAS


julio maria rodrigues.jpg

Julio M. Rodrigues

Diretor Executivo

FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID e CEO, RPM

 

08:40 - APRESENTAÇÃO DO FÓRUM SMART GRID

 

cyro vicente boccuzzi.jpg

Cyro Vicente Boccuzzi

Presidente

FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID e CEO, ECOee

 

09:00 - ABERTURA DO FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID

"ENERGIA, TECNOLOGIAS E CIDADES"


fernando coelho filho.jpg

Fernando Coelho Filho

Ministro de Estado

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA (conv)


flávio antonio leiva REDONDO.jpg

Flávio Antônio Leiva

Presidente

ABRAGE (conv)

 

  luiz augusto barroso.jpg

Luiz Augusto Nóbrega Barroso

Presidente

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA - EPE

 

 luiz eduardo barata ferreira.jpg

Luiz Eduardo Barata Ferreira

Diretor Geral

OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO - ONS


mario dias miranda.JPG

Mário Dias Miranda

Presidente

ABRATE (conv)

 

miguel setas.jpg

Miguel Nuno Simões Nunes Ferreira Setas

Presidente

EDP DISTRIBUIÇÃO


nelson fonseca leite.jpg

Nelson Fonseca Leite

Presidente

ABRADEE (conv)

 

paulo pedrosa.jpg

Paulo Pedrosa

Secretário Executivo

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA (conv)


romeu rufino.jpg

Romeu Donizete Rufino

Diretor Geral

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL (conv)

 

wilson ferreira jr.jpg

Wilson Ferreira Jr.

Presidente

ELETROBRAS


11:00 - COFFEE-BREAK

 

11:40 - IMPACTO DA SMART GRID NA DEMANDA DE LONGO PRAZO DO SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO

O objetivo do trabalho é apresentar os impactos na demanda de energia de longo prazo no SIN com o desenvolvimento da smart grid em quatro áreas: resposta da demanda, geração distribuída, veículos elétricos e eficiência energética. Foi utilizada a lógica fuzzy para a determinação dos impactos. Para cada uma das áreas foi realizado estudo para avaliar o impacto no sistema energético. Foram criados quatro cenários de introdução de cada uma dessas áreas com a finalidade de identificar caminhos e desafios a serem enfrentados no horizonte de estudo, até o ano de 2050, mensurando os impactos no sistema energético nacional.

 

  glaysson de mello muller REDONDO.jpg

Glaysson de Mello Muller

Pesquisador

COPPE/UFRJ

 

12:00 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

12:20 - COMO AS REDES INTELIGENTES IMPACTAM A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DAS CONCESSIONÁRIAS DE ENERGIA ELÉTRICA

As distribuidoras já vêm experimentando o conceito de Redes Inteligentes, o que tem permitido aprimorar seu conhecimento sobre os desafios técnicos de sua adoção. Contudo, começam a surgir questionamentos sobre os impactos tecnológicos nas atividades do dia-a-dia das empresas, resultando na necessidade de entendimento sobre a integração das tecnologias aos processos da empresa.  É neste contexto que este trabalho explora o impacto das REI nas organizações, definindo cenários de adoção da tecnologia e apontando, em cada um, as necessidades de mudança organizacionais necessárias, até o cenário final de adoção completa do conceito.

 

marcelo aparecido pelegrini REDONDO.jpg

Marcelo Aparecido Pelegrini

Sócio Diretor

SINAPSIS INOVAÇÃO EM ENERGIA

 

12:40 - SISTEMA DE GESTÃO REMOTO PARA PLANTAS DE MINI E MICROGERAÇÃO DISTRIBUIDA NO CONCEITO DE INTERNET DAS COISAS

A palestra abordará um tema alinhado ao novo ambiente de negócio do setor elétrico brasileiro que, desde a resolução normativa n° 482 e sua atualização de nº 687 da ANEEL, vê um número crescente de unidades de mini e microgeração interligados à rede de distribuição beneficiando seus proprietários no modelo de compensação de energia. A fim de monitorar a operação dessas unidades e contabilizar a produtividade alcançada, desenvolveu-se um sistema de gestão remoto para diversos tipos de plantas baseado no conceito de internet das coisas que permite agrupar todas as informações tanto da carga quanto da geração de modo online.


aaaaa foto NEUTRA.jpg 

  Thiago José Lippo de França

Engenheiro

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPÚ

 

13:00 - SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS


  glaysson de mello muller REDONDO.jpg

Glaysson de Mello Muller

Pesquisador

COPPE/UFRJ

 

  marcelo aparecido pelegrini REDONDO.jpg

Marcelo Aparecido Pelegrini

Sócio Diretor

SINAPSIS INOVAÇÃO EM ENERGIA


aaaaa foto NEUTRA.jpg

   Thiago José Lippo de França

Engenheiro

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPÚ

 

13:20 - TEMPO LIVRE

 

15:00 - PALESTRA UNICOBA

 

15:20 - GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: AS NOVAS TECNOLOGIAS RENOVÁVEIS E O ARMAZENAMENTO DA ENERGIA REVOLUCIONANDO O MERCADO

carlos augusto leite brandão REDONDO.jpg

Carlos Augusto Leite Brandão

Diretor Executivo

ASSOC. BRASILEIRA DE ARMAZENAMENTO E QUALIDADE DE ENERGIA, ABAQUE


Elbia Silva Gannoum REDONDO.jpg 

Elbia Silva Gannoum

Presidente Executiva

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA EÓLICA, ABEEÓLICA

 

rodrigo sauaia REDONDO.jpg

Rodrigo Lopes Sauaia

Presidente

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA, ABSOLAR


  aaaaa foto NEUTRA.jpg

MODERADOR: Leonardo Santos Caio Filho

Diretor de Tecnologia e Regulação

ASSOCIAÇÃO DA INDÚSTRIA DE COGERAÇÃO DE ENERGIA, COGEN

 

16:20 - SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

16:40 - COFFEE-BREAK

 

17:20 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

17:40 - SMARTGRIDS - UMA VISÃO DA TRANSMISSÃO

Os avanços tecnológicos que vêem ocorrendo durante o decorrer da existência no setor de transmissão de energia elétrica, com avanços contínuos em monitoração, proteção, análise e controle, acompanhados por periódicos avanços na capacidade de transmissão, já caracterizam a transmissão como um setor bastante inteligente. Mas os requisitos atuais do setor elétrico colocam novos desafios para o sistema de transmissão, uma vez que há um nível sem precedentes de sobreposição e mudanças coincidentes ocorrendo na indústria de energia elétrica. Desta forma, neste trabalho, se apresenta Smart Grids na Transmissão, a partir da visão de uma empresa transmissora de energia.

 

  mário roberto bastos REDONDO.jpg

Mário Roberto Bastos

Engenheiro

CTEEP 

 

18:00 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

18:20 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

18:40 - SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

  mário roberto bastos REDONDO.jpg

Mário Roberto Bastos

Engenheiro

CTEEP 

 

19:00 - COQUETEL DE BOAS-VINDAS

 

29 de Novembro de 2017

Quarta-Feira

 

08:00 - REGISTRO E ENTREGA DE MATERIAL

 

08:30 - OPENING PANEL - SMART GRID WORLD SUMMIT/2017

 "THE UTILITIES OF THE FUTURE: THE NEW MARKET AND REGULATION MODELS FOR THE TECHNOLOGICAL TRANSITION AND  DISTRIBUTED ENERGY RESOURCES INTEGRATION ON GROWING SCALE" 


Oscar Miranda Miranda REDONDO.jpg

Oscar Miranda

Chairman, LATAM SMART GRID COMMUNITY ALLIANCE

Chairman, SMART GRID MÉXICO, MÉXICO


  reena suri REDONDO.jpg

Reena Suri

General Manager

ÍNDIA SMART GRID FÓRUM, ÍNDIA


canada.gif

Palestrante em definição

CANADÁ


china.gif

  Palestrante em definição

CHINA

 

estados unidos.gif

Palestrante em definição

ESTADOS UNIDOS

 

japão.gif

Palestrante em definição

JAPÃO 


europa.gif

Palestrante em definição

UNIÃO EUROPÉIA

 

11:00 - COFFEE-BREAK

 

11:40 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

12:00 - PALESTRA EM DEFINIÇÃO

 

12:20 - CONTRIBUIÇÃO DA OTIMIZAÇÃO DE ALOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AUTO-RECUPERAÇÃO

A definição da alocação de equipamentos de manobra impacta os resultados dos Centros de Operação. A Operação da CPFL Energia tem um projeto em desenvolvimento de metodologia de proposta de alocação ótima de religadores automáticos na rede, considerando a melhor atuação de reconfiguração automática. Os resultados dessa aplicação são apresentados em tela georeferenciada. Através dessa ferramenta espera-se maior sinergia no centro de operação com o objetivo de melhoria nos indicadores de continuidade e maximização de ganhos com a auto-recuperação

 

bruno venâncio REDONDO.jpg

Bruno Venâncio

Engenheiro de Planejamento da Operação

CPFL

 

12:40 - A EXPERIÊNCIA DA CPFL NA IMPLANTAÇÃO DE SITEMAS DE RECONFIGURAÇÃO AUTOMÁTICA DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (SELF HEALING)

Apresentar a experiência da CPFL na avaliação de vários aspectos do sistema de reconfiguração automática, como o econômico, facilidade de operação e manutenção, integração com os sistemas existentes, mas principalmente quanto aos resultados de melhoria nos índices de continuidade. O tempo de resposta entre a detecção do defeito, a tomada de decisão e a execução das manobras de recomposição da rede deveria ficar abaixo de três minutos (limite do DEC e FEC). Em termos de comparação, a CPFL verificou em seu histórico que uma sequência de operações semelhante realizada pelo operador via centro de operações antes da implantação do sistema de reconfiguração automática levou até 5 minutos para ser concluída (operadores novos).

 

Wagner Seizo Hokama REDONDO.jpg

Wagner Seizo Hokama

Engenheiro de Automação

CPFL

 

 13:00 - SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS


bruno venâncio REDONDO.jpg

Bruno Venâncio

Engenheiro de Planejamento da Operação

CPFL


Wagner Seizo Hokama REDONDO.jpg

Wagner Seizo Hokama

Engenheiro de Automação

CPFL

 

13:20 - TEMPO LIVRE

 

15:00 - IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA SELF-HEALING EM DUAS DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA

Spin e Sinapsis desenvolveram uma solução de SCADA/ADMS/FLISR integrada e já implementaram a solução na CELPE (99 chaves) e COSERN (48 chaves), respectivamente. A solução pode funcionar de forma autônoma, falando diretamente com as chaves ou acoplada ao SCADA existente, que foi o caso nestas primeiras implantações. O sistema funciona de três modos distintos: simulador, permitindo testar todas as condições de falta via ADMS; escuta, recebendo dados do campo e sugerindo manobras, sem executá-las; e tempo real. Sempre que ocorre uma falta isola-se o problema e restaura-se o máximo de cargas possíveis, seguindo estratégias que minimizam perdas e maximizam KPIs.

 

clóvis simões REDONDO.jpg

Clovis Simões

Diretor de Novos Negócios

SPIN ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO

 

15:20 - IMPLEMENTAÇÃO EM LABORATÓRIO DE SMART GRIDS DA FUNCIONALIDADE DE LOCALIZAÇÃO DE FALHAS, ISOLAMENTO E RESTAURAÇÃO AUTOMÁTICA

Análise de funcionalidades aplicáveis em redes elétricas inteligentes através de um emulador de rede em ambiente controlado

 

nelson kagan.jpg

Nelson Kagan

Professor / Doutor

POLI / UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

 

15:40 - DESAFIOS E SOLUÇÕES PARA A DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA NA ERA DIGITAL

A operação e o planejamento de sistemas de distribuição atualmente apresentam diversos desafios já consolidados ou em evolução, como a geração distribuída e o envelhecimento de ativos. Entretanto, com o desenvolvimento de novas tecnologias digitais, dentro ou fora da internet das coisas, as distribuidoras hoje podem se beneficiar de soluções que otimizam e simplificam as suas operações, como sistemas corporativos de gestão de ativos, controladores locais ou centrais de redes ativas de distribuição (com a formação ou não de microrredes). Nesta palestra, a idéia é apresentar parte destas soluções e os benefícios observados perante cada um destes desafios atuais.

 

Rodrigo Hartstein Salim REDONDO.jpg

Rodrigo Hartstein Salim

Digital Officer e Líder do Segmento de Distribuição de Energia - LatAm

GE GRID SOLUTIONS

 

16:00 - MARKETPLACE PARA COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA DE FONTES RENOVÁVEIS BASEADO EM TRANSAÇÕES DISTRIBUÍDAS

Com o avanço da geração distribuída e do armazenamento, os modelos de compra e venda de energia deverão evoluir por conta do maior protagonismo e independência dos consumidores. Este trabalho discute os impactos da  massificação dessas tecnologias nos modelos de negócios dos agentes, particularmente das distribuidoras, os possíveis arranjos comerciais e as implicações regulatórias. Para tanto, avalia-se a dinâmica de um market place em que transações de energia são realizadas de forma distribuída por meio da tecnologia block chain e de operadores independentes virtuais (VISOS) Objetiva-se, assim, identificar potenciais mudanças estruturais no setor de energia elétrica devido à massificação das fontes renováveis distribuídas.

 

luiz acácio guimarães rolim REDONDO.jpg

Luiz Acácio Guimarães Rolim

Consultor

CPqD

 

16:20 - SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS


clóvis simões REDONDO.jpg

Clovis Simões

Diretor de Novos Negócios

SPIN ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO

 
luiz acácio guimarães rolim REDONDO.jpg

Luiz Acácio Guimarães Rolim

Consultor

CPqD

 

nelson kagan.jpg

Nelson Kagan

Professor / Doutor

POLI / UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

 
Rodrigo Hartstein Salim REDONDO.jpg

Rodrigo Hartstein Salim

Digital Officer e Líder do Segmento de Distribuição de Energia - LatAm

GE GRID SOLUTIONS

 

16:40 -ENCERRAMENTO DO FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID e do FÓRUM MUNDIAL DE SMART GRID

 

cyro vicente boccuzzi.jpg

Cyro Vicente Boccuzzi

Presidente

FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID e CEO, ECOee

 

julio maria rodrigues.jpg

Julio M. Rodrigues

Diretor Executivo

FÓRUM LATINO-AMERICANO DE SMART GRID e CEO, RPM

 

 


logos_2017.jpg 


© 2017 Smart Grid. Marca Registrada no INPI. Todos os direitos reservados. - Designed by TG,D