topo_2017_portugues.jpg

FOLDER
PATROCÍNIO

clique abaixo
expor_2017.jpg

FICHA DE
INSCRIÇÃO

clique abaixo
ficha_de_inscricao_2017.jpg

VISITAR À
EXPOSIÇÃO

clique abaixo
convite_exposicao_2017.jpg


Temário 2016

Em outubro de 2016 foi realizada em São Paulo a 9ª edição da tradicional Conferencia do Fórum Latino-Americano de Smart Grid. A Conferencia do Fórum congregou profissionais de alto nível com interesse na área de tecnologia aplicada a serviços de infraestrutura, cidades, conectividade e energia, e objetivou a articulação institucional para influenciar na construção do futuro sustentável de energia na região, juntamente com os líderes de energia mais experientes e de classe mundial.  

O Fórum Latino-Americano de Smart Grid é uma iniciativa independente e permanente, que debate e propõe a modernização das redes e serviços de energia em colaboração com outras iniciativas similares existentes no mundo.

Com perspectiva orientada a negócios para a implantação de tecnologias de forma sustentável, considerando os aspectos técnicos, econômicos, ambientais, políticos, legais e sociais, o Fórum concentra-se sobre os próximos passos necessários, com em vez de apenas reportar realizações já atingidas.

Mantendo a tradição de ser o evento de melhor produção de conteúdo e articulação institucional de uma agenda para o tema, a exemplo do que ocorreu nas outras edições, as principais conclusões da Conferência deste ano serão objeto de um relatório mais detalhado. Entretanto, destacam-se a seguir as principais:

  •  Na opinião praticamente unânime dos participantes, a anunciada transformação do setor finalmente já chegou, está ocorrendo e será inevitável, rápida e silenciosa;
  •  O uso eficiente de energia em suas várias dimensões tecnológicas foi finalmente abraçado pelos governos da região, alinhando as políticas, esforços e perspectivas locais com a agenda mundial, especialmente no quesito decorrente e relativo à agenda climática;
  •  O aprimoramento e maior transparência e representatividade das tarifas reguladas de energia é a primeira prioridade para promover a educação da sociedade sobre as políticas e prioridades energéticas dos países;
  • A internet das coisas atropelará qualquer tentativa de aprimoramento tecnológico sob controle das empresas e dos reguladores e a integração de energia com outros serviços públicos nas cidades será feita em camadas e de forma oportunista, trazendo como resultado uma vertiginosa, rápida e não planejada evolução, em razão de ser orquestrada por um ecossistema estranho ao domínio do setor elétrico;
  • Os países devem centrar seus esforços de capacitação na integração e aplicação dessas tecnologias, mais do que na simples nacionalização de itens e componentes, pois a velocidade de implantação será impossível de ser acompanhada por uma orquestração ordenada de cima para baixo.

logos_2017.jpg
© 2017 Smart Grid. Marca Registrada no INPI. Todos os direitos reservados. - Designed by TG,D